segunda-feira, 27 de abril de 2009

Fortalecendo as Raizes para Frutificar

Parábola da Figueira Infrutífera
Lc. 13:6-9

Introdução:
Como o tema sugere, raízes significam: firmeza, convicção, certeza, fundamento, base, quem sabe ideologia, parâmetro, diretriz.

Estar convicto de algo é imprescindível na realização de qualquer que seja a tarefa, ou o caminho a seguir.

Fazer um curso de nível superior (faculdade) requer uma convicção de que este curso é o correto em todas as suas características e resultados, sejam eles: satisfação (vai promover o prazer em executar tal função após aprendizado/formação), e retorno financeiro(recompensa material) se não, vai ser frustrante perder tanto tempo, para nada.
Indo um pouco mais longe é possível apontarmos para resultados mais satisfatórios, quando aplicamos uma dedicação em conhecer todo e qualquer parâmetro referente a nosso desenvolvimento em qualquer área da nossa vida.
E aqui está em foco a nossa conduta cristã, não tão pouco Jesus preocupo-se em manter uma linha de raciocínio lógico e critico com relação a conduta de vida de seus discípulos, eles desenvolveram um sentido aprimorado em perceber os minuciosos detalhes da vida cristã, pois Jesus o grande mestre ensinava de modo claro e abrangente, com referencia ao que diz respeito a vida eterna, salvação, santidade, amor, serviço entre todos os assuntos que diz respeito a Deus.
Jesus mediu a capacidade de interpretação das coisas espirituais, questionou conceitos e esperou a reação de seus discípulos, os expôs às exigências do sistema e esperou sua resposta, designou tarefas e deveres e aguardou resultados.
Ele foi o maior mestre – psicólogo, que já se houve, seu ensino levava seus discípulos a critica constante do aprendizado e questionamento do nível de assimilação, e isto não por cobrança, mais por exposição às circunstâncias e momentos à sois e coletivamente.

Por sua vez tanto discípulos como Apóstolos preocuparam se em manter esta linha de raciocínio, estar firme e sempre constante no aprendizado da fé.

I. A figueira comparada a nossa existência

Olha se comparados com uma arvore (aqui a figueira), precisamos ter raízes fortes e características bem definidas, para alcançarmos o fim desta carreira.
Pois é obvio, muito obvio que muitos estão como plantas sobre as pedras, têm pouca raiz e não irão longe, serão torrados pelo calor da crise de identidade e localização. São arrancados subitamente, pela enxurrada das cobranças do sistema e conceitos devassos e humanistas.
1. A vida de uma árvore comparada a nossa vida.
1.1 Quando passamos pelas estações do ano.
A árvore é uma figura bastante relevante para compararmos este estudo de hoje, comparemos as estações do ano com os anos da nossa existência.
A) O INVERNO – Nascimento, estação da ociosidade das plantas – incertezas e improdutividade do cristão (pós conversão). Ef. 2:1 “Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados,”
A estação que pode ser comparada com o nosso nascimento é o inverno, estação em que as plantas recebem os nutrientes necessários para sua sobrevivência, onde as raízes precisam aproveitar a terra úmida e mole para se aprofundar, possibilitando assim enfrentar períodos de estiagem, e as demais estações que procederam, e facilitará seu desenvolvimento, assim procede à vida cristã. Recém nascido todo cristão deve manter o empenho em se alimentar constantemente, pois neste momento ele encontra facilidade de receber incentivo e ajuda em todo tempo, pois ele é como uma criança recém nascida, não conhece nada e precisa de apoio. Ele precisa do alimento inicial que é como o colostro (leite altamente carregado de nutrientes que é produzido pela parturiente nos primeiro dias após o nascimento do bebe) ele é puro e sem mistura, (in-natura) isto é alcançado nos peitos da Escola bíblica, classes de formação de discipuladores, estágios em discipulado, cultos de doutrina, convivência com pessoas maduras na fé (líderes, pastores, discipuladores, professores de EBD e Etc. ).
·HEBREUS (cap. 2:1)·
1 Por isso convém atentarmos mais diligentemente para as coisas que ouvimos, para que em tempo algum nos desviemos delas.
HEBREUS (cap. 5:12)· se for necessário leia do cap 5 vs 12 até o 6 vs 12.
12 Porque, desde a infância sabes as sagradas letras, que podem necessitais de que se vos torne a ensinar os princípios elementares dos oráculos de Deus, e vos haveis feito tais que precisais de leite, e não de alimento sólido.

B) PRIMAVERA, estação onde começa o crescimento, momentos de superações e desafios.
1. Abandonar hábitos, vícios, costumes e tradições, é o despojar-se dos fardos e jugos.
·MATEUS (cap. 11:29)·
29 “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.”
·II CORINTIOS (cap. 6:11)·
14 Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas?
Ø Nesta hora é muito importante está atento as circunstâncias e pessoas que estão ao nosso lado, que são como as ervas daninhas e parasitas(plantas e insetos que se alimentam das outras).Lc. 13:8 Respondeu-lhe ele: Senhor, deixa-a este ano ainda, até que eu cave(limpe) em derredor, e lhe deite estrume;
Deus sendo o viticultor mantém enquanto estamos aqui uma expectativa de que vamos produzir frutos. Jo. 15:1 “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor.”
Ø Neste momento a árvore começa a despojar-se dos galhos que possam atrofiar seu crescimento, então ela os elimina.
Ø Pois a estação do crescimento se aproxima.
Deus nos chamou a estarmos como ramos enxertados na Videira que é Jesus, Jo.15:4-6 ”Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim.”
5 Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
6 Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas.
Ø Devemos lembrar sempre que Deus tem a pá para efetuar toda limpeza necessária em nós ·MATEUS (cap. 3:12)·
12 "A sua pá ele tem na mão, e limpará bem a sua eira; recolherá o seu trigo ao celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível.”


C) VERÃO, ao contrario do que muitos pensam é a estação que possibilita chegar à maturidade, agora toda experiência adquirida vai manter-la viva e produtiva.
·MATEUS (cap. 24:32)·
32 “Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão.”
1. É neste momento que o cristão enfrentará o desabrochar da fé, batismo com Espírito Santo, autoridade espiritual, conhecimento, e desejo de ensinar o que sabe (produzir frutos).
Jo. 15:16a “Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça,…”
2. Este período da vida Cristã em comparação com a vida das árvores e plantas é parecido, pois sem preparação e experiência será inevitável a morte, o desviar-se do caminho.

Ø ISTO OCORRERÁ POR ALGUNS MOTIVOS:

1. Falta de Chuva no inverno (pouco conhecimento).
Em muitas localidades se percebe que na chegada do verão a paisagem muda de aspecto, a coloração das árvores muda, e o cinza da seca toma conta das planícies, mais se percebe também que em meio à secura encontra-se algumas árvores verdejantes e viçosas, o porque disto é que elas se preparam para o verão.

Ø Jesus diz a Pedro, um dos mais notáveis discípulos de Jesus ·LUCAS (cap. 22:32)·
32 mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos.

Ø Ainda diz sobre a resposta de Pedro, Mt.16:13-19 Tendo Jesus chegado às regiões de Cesaréia de Felipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem?
14 Responderam eles: Uns dizem que é João, o Batista; outros, Elias; outros, Jeremias, ou algum dos profetas.
15 Mas vós, perguntou-lhes Jesus, quem dizeis que eu sou?
16 Respondeu-lhe Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
17 Disse-lhe Jesus: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelou, mas meu Pai, que está nos céus.
18 Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do hades não prevalecerão contra ela;
19 dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus.

O Apostolo Paulo fala aos ·I CORINTIOS (cap. 3:1-2)·
E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo.
Ø Seja, ele diz que eles não poderiam receber o ensino que ele daria aos que já fossem capaz de assimilar o que lhes era ensinado. (O método de ensino de Jesus)

2. Sujeira na alma (muito mato em volta da planta)
·JOÃO (cap. 15:2)·
2 Toda vara em mim que não dá fruto, ele a corta; e toda vara que dá fruto, ele a limpa, para que dê mais fruto.
a). Tudo que deveria ser despojado, separado de você ainda permanece, a planta se destaca entre as demais espécies em seu redor mais ela esta sem vigor, pois os nutrientes necessários para torná-la forte são consumidos pelas demais plantas parasitas e ervas daninhas.
Ø Relacionamentos ilícitos, mentiras, hábitos e vícios, pensamentos profanos e falatório devassos entre outros dos quais o Apóstolo Paulo fala aos gálatas cap 5:19.
Ø ·ROMANOS (cap. 6:6)·
6 sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado.

Ø ·I CORINTIOS (cap. 5:7)·
7 Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado.
Ø ·EFÉSIOS (cap. 4:24)·
29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas ó a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem.

Ter maturidade é necessário, a vida cristã é uma constante de desafios e lutas, para alcançar a vitoria (gloria dos céus) só com muita valentia.
Ø ·LUCAS (cap. 13:24)·
24 Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.
Ø ·II TIMÓTEO (cap. 3:12)·
12 E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições.

D) OUTONO – tempo de gozar dos frutos (receber as bênçãos)
Ø ·DEUTERONÔMIO (cap. 28:2)·
2 e todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, se ouvires a voz do Senhor teu Deus:

1. Nesta estação do ano as plantas repousam do esforço de manter-se verdejante, é tempo de renovação, troca de folhagem, tempo de faxina, limpeza pois precisará adquirir novos nutrientes, para mais uma temporada de estações.
2. Na vida Cristã não é diferente, é neste período que precisamos reavaliar nossos conceitos e aprendizado, medir a capacidade da nossa fé, e lançar fora de nós tudo aquilo que esta atrapalhando alcançarmos um renovo espiritual.
3. È preciso ter cuidado, de não declinar neste período, pois aconteceram àquelas crises de auto julgamento, período de frieza na fé, sensação de abandono por Deus.
a) ·JOSUÉ (cap. 1:5)·
5 Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida. Como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei.
b) Muitos escritores, pastores e líderes renomados dizem que este período é como o outono de Deus, o período de estiagem, o deserto da fé.
c) Ter o cuidado de nunca esquecer que Deus estará sempre conosco e jamais nos desamparará.

Esta parábola da Figueira infrutífera de que Jesus trata, pode ser comparada a capacidade de produzir frutos que há em nós.
É preciso ter raízes fortes( visão definida) e profundas (conhecimento).

II. A figueira no sentido de Julgamento da nossa vida
1. ·MATEUS (cap. 3:10)·
10 E já está posto o machado á raiz das árvores; toda árvore, pois que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
2. É obvio que nem todos darão os frutos esperados, mais de algum modo têm se esperança de que ele produza.
a) Toda mulher é vista como uma futura mãe, assim como a Igreja (Eu e Você) somo vistos desde o inicio como arvores, porque não falar Figueira frutífera.
Ramo na vieira, limpo pela palavra, e pronto pra frutificar.
3. O apostolo Paulo fala ao gálatas de frutos que não são vistos fisicamente fora de nós. Gl. 5:22
Ainda escrevendo a Timóteo ele fala seja o exemplo para os fieis.
·I TIMÓTEO (cap. 4:12)·
12 Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.

·TITO (cap. 2:7)·
7 Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra integridade, sobriedade,

4. Devemos nos julgarmos a nos mesmos sempre e percebermos se estamos aprovados ou não, na nossa conduta de vida cristã.
a. ·II CORINTIOS (cap. 13:5)·
5 Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.
·ROMANOS (cap. 8:9)·
9 Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

·EFÉSIOS (cap. 6:10)·
10 Finalmente, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo;
·I CORINTIOS (cap. 15:58)·
58 Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

·I CORINTIOS (cap. 16:13)·
13 Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente, sede fortes.

Amem, que o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo nos dê por meio de sua eterna graça e amor o fortalecimento e a constância na fé para produzirmos os frutos que permaneceram eternamente.



Obreiro Antonio R. Machado, IEAB, Feira de Santana – ba

Referências:
Bíblia Almeida Atualizada e corrigida
Bíblia eletrônica Rk Soft – vr. Avaliação.


Aberto a Comentários -

Parceiros