quinta-feira, 21 de maio de 2009

Aqui neste Blog - Curso bíblico online.
conheça os princípios básicos da fé cristã

____________________________________________________________________

Como Vencer o Alcoolismo.
"Tudo é possível ao que crer"

Introdução: É quase impossível apresentar estatísticas corretas sobre a quantidade de alcoólatras. Os números mudam com tanta rapidez que provavelmente já serão obsoletos ao serem publicados. O alcoolismo é um dos maiores problemas da saúde publica e do bem estar social. É possível dividir nossa vida em quatro categorias gerais: vida familiar, vida social, vida profissional e vida espiritual. Quando o álcool interfere na produtividade, tranqüilidade, eficiência ou bem estar em qualquer dessas áreas, e quando percebemos que isto provoca vários problemas na sociedade, tais como: violência, desemprego, desintegração da família, desastres no trânsito e diversas doenças.
O alcoolismo vem destruindo famílias, sem que percebamos, pois é um problema que nem sempre se percebe, só quem convive com ele dentro de casa.
O alcoolismo provoca a violência domestica e é um dos maiores fatores responsáveis pela separação conjugal hoje.
Você tem enfrentado esse problema em sua família?
Saiba que tem solução, não desista de sua família, de seu casamento, de sua vida pois há esperança.
Existe uma explicação para este problema existir e estar em minha família?
Claro, todo problema tem um começo, é como o inicio do pavio (onde a chama começou), todo grande incêndio começa com uma pequena fagulha, e toma proporções alarmantes e devastadoras e na maioria das vezes causa prejuízos irreversíveis. Mais é possível controlá-lo e acabar com ele.
No caso do alcoolismo existem inúmeras causas para o seu inicio, ou o que leva as pessoas ao uso do álcool constantemente.
E dentre tantas citaremos cinco destas causas.
Problemas psicoemocionais/personalidade:
Ansiedade, fuga de problemas, frustração, decepção amorosa, solidão, culpa, prazer ou diversão e baixa auto-estima.
Ambiente familiar:
A família sempre foi o alvo principal do adversário de Deus (O Diabo), e nós sabemos que ele tem e sempre terá estratégias para destruir as famílias, e ele usa o que (nós seres humanos) temos de melhor. Nossas fraquezas, nossas debilidades emocionais, nossos questionamentos a respeito da nossa existência, e sobre Deus, com relação a nosso fracasso, seja financeira ou profissional, nossa falta de sucesso em qualquer empreendimento nos leva a ruína, e logo começamos a murmurar, pondo-nos a mercê deste devastador adversário, que veio para "Matar, roubar e destruir a criação de Deus".
Humilhado e sem poder honrar seu compromissos, o homem se sente impotente e menosprezado, enfraquecido e sem autoridade, para sentir-se o líder da situação e ou família.
As cobranças começam a partir da família, que muito das vezes é o responsável direto pelo envolvimento do indivíduo no alcoolismo.
Tudo isso surge a partir da percepção de perca de autoridade no lar, e desconforto matrimonial.
O comportamento dos pais geralmente influencia o comportamento subseqüente dos filhos. As influencia dos pais podem ser pelo exemplo próprio ou por atitudes de permissividade e rejeição aos filhos.
Influência dos Amigos:
Geralmente desenvolve-se um pensamento indutivo que: tomar refrigerante ou suco é caretice, o álcool dá coragem, alcoolizar-se é um modo de relaxar junto (ociosidade é tida como vida boa), curiosidade significado pessoal (status de machão), identificação com o grupo (no caso de jovens e adolescentes).
Entre os jovens e adolescentes o álcool não tem tanta influência, seu poder de permanência na utilização é pequeno, pois é considerado uma droga leve.
Já o uso de entorpecentes de maior poder de alucinação, tem ganhado o meio jovem com maior velocidade, e causado estragos às famílias com mais impacto.
E este é também um fator que leva líderes familiares a entrar no alcoolismo, (problemas com filhos).
Influencia comercial:
A mídia tem avassalado a mente das pessoas no mundo moderno, bombardeiam a nossa mente com inúmeras e atrativas propagandas de produtos diversos, e outros entre os quais está o uso de bebidas e tabacos.
O governo tem intensificado inúmeras campanhas pela preservação da saúde publica (o gasto com doentes na saúde e exorbitante), pois adoece muita gente com uso de bebida e tabaco.
Os meios de comunicação como: TV , Rádio, cinema, internet e outros, utilizam imagens de pessoas famosas (Ídolos) para expor produtos que atraem a atenção e atiçam o desejo consumista das pessoas, usam musicas, comerciais, novelas, seriados
internet e filmes para atrair sua atenção.
Influência espiritual:
Há sem duvida um vazio existencial muito grande proveniente da falta de propósito e significado na vida. Há um anseio/sede dentro do homem que o deixa numa continua busca de satisfação, incapaz de ser suprida em qualquer coisa deste mundo. Além disso, há a possibilidade de possessão por espíritos malignos que se aproveitam desta carência espiritual.
Como sair do alcoolismo.
É preciso reconhecer que é escravo do álcool (Mt. 9:12; Jo. 8:34; Rm. 7:20).
Permita que Deus te liberte, permita a liberdade cristã (I Co. 6:12; Rm.6:14)
Creia que Jesus pela sua palavra e por seu Espírito pode interagir em você e te libertar. (Jo. 8:32; Gl. 5:1; II Co. 3:17; Hb. 4:12)
Reconheça que o real prazer vem de Deus (Jo. 7:37-39; Rm. 14:17; Sl. 37:4; Ef. 5:18)
Estabeleça uma nova ambiência familiar
Tenha a amizade de Deus por mais importante que a do seu grupo de amizades (Tg. 4:4; Rm. 12:2; Mt. 10:37; IITm. 3:1,4; Sl. 1:1,2)
Rejeite as propagandas comercias.
Reflexão:
Os beberrões ficarão de fora I Co. 6:10. Já é difícil viver numa sociedade de exclusão, imagine com uma vida de fracassos após fracassos por causa da bebida
há terrível sentença para os que se levantam para tomar bebidas. Is. 5:11
Meu querido amigo leitor,mãe e/esposa que tem sofrido por causa da bebida, não te desespere há uma esperança, Pv. 23:20-21; Jo. 14:6; Is. 53:3-7 Jesus passou por tanto sofrimento e venceu, por que nós não venceremos, ele disse "…tende bom animo, eu venci o mundo [vos também vencerá]" Jo. 16:33
Ele JESUS CRISTO PODE LIBERTAR O HOMEM DAS SUAS CADEIAS INTERIORES E TORNA-LO LIVRE DE SEUS DEMONIOS INTERIORES, JO. 8:36
Bíbliografia:
Texto de Pr. Tércio Ferreira da Silva, pastor da Igreja Evangélica Avivamento Bíblico.
Revista: Problemas Sociais - Como Vencer o Alcoolismo.
Copilação e acréscimos por
Antonio R. Machado. IEAB – Feira de Santana – Ba.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Fortalecendo as Raizes para Frutificar

Parábola da Figueira Infrutífera
Lc. 13:6-9

Introdução:
Como o tema sugere, raízes significam: firmeza, convicção, certeza, fundamento, base, quem sabe ideologia, parâmetro, diretriz.

Estar convicto de algo é imprescindível na realização de qualquer que seja a tarefa, ou o caminho a seguir.

Fazer um curso de nível superior (faculdade) requer uma convicção de que este curso é o correto em todas as suas características e resultados, sejam eles: satisfação (vai promover o prazer em executar tal função após aprendizado/formação), e retorno financeiro(recompensa material) se não, vai ser frustrante perder tanto tempo, para nada.
Indo um pouco mais longe é possível apontarmos para resultados mais satisfatórios, quando aplicamos uma dedicação em conhecer todo e qualquer parâmetro referente a nosso desenvolvimento em qualquer área da nossa vida.
E aqui está em foco a nossa conduta cristã, não tão pouco Jesus preocupo-se em manter uma linha de raciocínio lógico e critico com relação a conduta de vida de seus discípulos, eles desenvolveram um sentido aprimorado em perceber os minuciosos detalhes da vida cristã, pois Jesus o grande mestre ensinava de modo claro e abrangente, com referencia ao que diz respeito a vida eterna, salvação, santidade, amor, serviço entre todos os assuntos que diz respeito a Deus.
Jesus mediu a capacidade de interpretação das coisas espirituais, questionou conceitos e esperou a reação de seus discípulos, os expôs às exigências do sistema e esperou sua resposta, designou tarefas e deveres e aguardou resultados.
Ele foi o maior mestre – psicólogo, que já se houve, seu ensino levava seus discípulos a critica constante do aprendizado e questionamento do nível de assimilação, e isto não por cobrança, mais por exposição às circunstâncias e momentos à sois e coletivamente.

Por sua vez tanto discípulos como Apóstolos preocuparam se em manter esta linha de raciocínio, estar firme e sempre constante no aprendizado da fé.

I. A figueira comparada a nossa existência

Olha se comparados com uma arvore (aqui a figueira), precisamos ter raízes fortes e características bem definidas, para alcançarmos o fim desta carreira.
Pois é obvio, muito obvio que muitos estão como plantas sobre as pedras, têm pouca raiz e não irão longe, serão torrados pelo calor da crise de identidade e localização. São arrancados subitamente, pela enxurrada das cobranças do sistema e conceitos devassos e humanistas.
1. A vida de uma árvore comparada a nossa vida.
1.1 Quando passamos pelas estações do ano.
A árvore é uma figura bastante relevante para compararmos este estudo de hoje, comparemos as estações do ano com os anos da nossa existência.
A) O INVERNO – Nascimento, estação da ociosidade das plantas – incertezas e improdutividade do cristão (pós conversão). Ef. 2:1 “Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados,”
A estação que pode ser comparada com o nosso nascimento é o inverno, estação em que as plantas recebem os nutrientes necessários para sua sobrevivência, onde as raízes precisam aproveitar a terra úmida e mole para se aprofundar, possibilitando assim enfrentar períodos de estiagem, e as demais estações que procederam, e facilitará seu desenvolvimento, assim procede à vida cristã. Recém nascido todo cristão deve manter o empenho em se alimentar constantemente, pois neste momento ele encontra facilidade de receber incentivo e ajuda em todo tempo, pois ele é como uma criança recém nascida, não conhece nada e precisa de apoio. Ele precisa do alimento inicial que é como o colostro (leite altamente carregado de nutrientes que é produzido pela parturiente nos primeiro dias após o nascimento do bebe) ele é puro e sem mistura, (in-natura) isto é alcançado nos peitos da Escola bíblica, classes de formação de discipuladores, estágios em discipulado, cultos de doutrina, convivência com pessoas maduras na fé (líderes, pastores, discipuladores, professores de EBD e Etc. ).
·HEBREUS (cap. 2:1)·
1 Por isso convém atentarmos mais diligentemente para as coisas que ouvimos, para que em tempo algum nos desviemos delas.
HEBREUS (cap. 5:12)· se for necessário leia do cap 5 vs 12 até o 6 vs 12.
12 Porque, desde a infância sabes as sagradas letras, que podem necessitais de que se vos torne a ensinar os princípios elementares dos oráculos de Deus, e vos haveis feito tais que precisais de leite, e não de alimento sólido.

B) PRIMAVERA, estação onde começa o crescimento, momentos de superações e desafios.
1. Abandonar hábitos, vícios, costumes e tradições, é o despojar-se dos fardos e jugos.
·MATEUS (cap. 11:29)·
29 “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.”
·II CORINTIOS (cap. 6:11)·
14 Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas?
Ø Nesta hora é muito importante está atento as circunstâncias e pessoas que estão ao nosso lado, que são como as ervas daninhas e parasitas(plantas e insetos que se alimentam das outras).Lc. 13:8 Respondeu-lhe ele: Senhor, deixa-a este ano ainda, até que eu cave(limpe) em derredor, e lhe deite estrume;
Deus sendo o viticultor mantém enquanto estamos aqui uma expectativa de que vamos produzir frutos. Jo. 15:1 “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor.”
Ø Neste momento a árvore começa a despojar-se dos galhos que possam atrofiar seu crescimento, então ela os elimina.
Ø Pois a estação do crescimento se aproxima.
Deus nos chamou a estarmos como ramos enxertados na Videira que é Jesus, Jo.15:4-6 ”Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim.”
5 Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
6 Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas.
Ø Devemos lembrar sempre que Deus tem a pá para efetuar toda limpeza necessária em nós ·MATEUS (cap. 3:12)·
12 "A sua pá ele tem na mão, e limpará bem a sua eira; recolherá o seu trigo ao celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível.”


C) VERÃO, ao contrario do que muitos pensam é a estação que possibilita chegar à maturidade, agora toda experiência adquirida vai manter-la viva e produtiva.
·MATEUS (cap. 24:32)·
32 “Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão.”
1. É neste momento que o cristão enfrentará o desabrochar da fé, batismo com Espírito Santo, autoridade espiritual, conhecimento, e desejo de ensinar o que sabe (produzir frutos).
Jo. 15:16a “Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça,…”
2. Este período da vida Cristã em comparação com a vida das árvores e plantas é parecido, pois sem preparação e experiência será inevitável a morte, o desviar-se do caminho.

Ø ISTO OCORRERÁ POR ALGUNS MOTIVOS:

1. Falta de Chuva no inverno (pouco conhecimento).
Em muitas localidades se percebe que na chegada do verão a paisagem muda de aspecto, a coloração das árvores muda, e o cinza da seca toma conta das planícies, mais se percebe também que em meio à secura encontra-se algumas árvores verdejantes e viçosas, o porque disto é que elas se preparam para o verão.

Ø Jesus diz a Pedro, um dos mais notáveis discípulos de Jesus ·LUCAS (cap. 22:32)·
32 mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos.

Ø Ainda diz sobre a resposta de Pedro, Mt.16:13-19 Tendo Jesus chegado às regiões de Cesaréia de Felipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem?
14 Responderam eles: Uns dizem que é João, o Batista; outros, Elias; outros, Jeremias, ou algum dos profetas.
15 Mas vós, perguntou-lhes Jesus, quem dizeis que eu sou?
16 Respondeu-lhe Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
17 Disse-lhe Jesus: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelou, mas meu Pai, que está nos céus.
18 Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do hades não prevalecerão contra ela;
19 dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus.

O Apostolo Paulo fala aos ·I CORINTIOS (cap. 3:1-2)·
E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo.
Ø Seja, ele diz que eles não poderiam receber o ensino que ele daria aos que já fossem capaz de assimilar o que lhes era ensinado. (O método de ensino de Jesus)

2. Sujeira na alma (muito mato em volta da planta)
·JOÃO (cap. 15:2)·
2 Toda vara em mim que não dá fruto, ele a corta; e toda vara que dá fruto, ele a limpa, para que dê mais fruto.
a). Tudo que deveria ser despojado, separado de você ainda permanece, a planta se destaca entre as demais espécies em seu redor mais ela esta sem vigor, pois os nutrientes necessários para torná-la forte são consumidos pelas demais plantas parasitas e ervas daninhas.
Ø Relacionamentos ilícitos, mentiras, hábitos e vícios, pensamentos profanos e falatório devassos entre outros dos quais o Apóstolo Paulo fala aos gálatas cap 5:19.
Ø ·ROMANOS (cap. 6:6)·
6 sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado.

Ø ·I CORINTIOS (cap. 5:7)·
7 Expurgai o fermento velho, para que sejais massa nova, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado.
Ø ·EFÉSIOS (cap. 4:24)·
29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas ó a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem.

Ter maturidade é necessário, a vida cristã é uma constante de desafios e lutas, para alcançar a vitoria (gloria dos céus) só com muita valentia.
Ø ·LUCAS (cap. 13:24)·
24 Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.
Ø ·II TIMÓTEO (cap. 3:12)·
12 E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições.

D) OUTONO – tempo de gozar dos frutos (receber as bênçãos)
Ø ·DEUTERONÔMIO (cap. 28:2)·
2 e todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, se ouvires a voz do Senhor teu Deus:

1. Nesta estação do ano as plantas repousam do esforço de manter-se verdejante, é tempo de renovação, troca de folhagem, tempo de faxina, limpeza pois precisará adquirir novos nutrientes, para mais uma temporada de estações.
2. Na vida Cristã não é diferente, é neste período que precisamos reavaliar nossos conceitos e aprendizado, medir a capacidade da nossa fé, e lançar fora de nós tudo aquilo que esta atrapalhando alcançarmos um renovo espiritual.
3. È preciso ter cuidado, de não declinar neste período, pois aconteceram àquelas crises de auto julgamento, período de frieza na fé, sensação de abandono por Deus.
a) ·JOSUÉ (cap. 1:5)·
5 Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida. Como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei.
b) Muitos escritores, pastores e líderes renomados dizem que este período é como o outono de Deus, o período de estiagem, o deserto da fé.
c) Ter o cuidado de nunca esquecer que Deus estará sempre conosco e jamais nos desamparará.

Esta parábola da Figueira infrutífera de que Jesus trata, pode ser comparada a capacidade de produzir frutos que há em nós.
É preciso ter raízes fortes( visão definida) e profundas (conhecimento).

II. A figueira no sentido de Julgamento da nossa vida
1. ·MATEUS (cap. 3:10)·
10 E já está posto o machado á raiz das árvores; toda árvore, pois que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
2. É obvio que nem todos darão os frutos esperados, mais de algum modo têm se esperança de que ele produza.
a) Toda mulher é vista como uma futura mãe, assim como a Igreja (Eu e Você) somo vistos desde o inicio como arvores, porque não falar Figueira frutífera.
Ramo na vieira, limpo pela palavra, e pronto pra frutificar.
3. O apostolo Paulo fala ao gálatas de frutos que não são vistos fisicamente fora de nós. Gl. 5:22
Ainda escrevendo a Timóteo ele fala seja o exemplo para os fieis.
·I TIMÓTEO (cap. 4:12)·
12 Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.

·TITO (cap. 2:7)·
7 Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra integridade, sobriedade,

4. Devemos nos julgarmos a nos mesmos sempre e percebermos se estamos aprovados ou não, na nossa conduta de vida cristã.
a. ·II CORINTIOS (cap. 13:5)·
5 Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.
·ROMANOS (cap. 8:9)·
9 Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

·EFÉSIOS (cap. 6:10)·
10 Finalmente, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo;
·I CORINTIOS (cap. 15:58)·
58 Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

·I CORINTIOS (cap. 16:13)·
13 Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente, sede fortes.

Amem, que o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo nos dê por meio de sua eterna graça e amor o fortalecimento e a constância na fé para produzirmos os frutos que permaneceram eternamente.



Obreiro Antonio R. Machado, IEAB, Feira de Santana – ba

Referências:
Bíblia Almeida Atualizada e corrigida
Bíblia eletrônica Rk Soft – vr. Avaliação.


Aberto a Comentários -

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Sensibiliadade ao sofrimento alheio

Não é hora de conflitos , e sim de solidariedade, pessoas estão chorando, sofrendo,enfrentando quem sabe o pior momento de suas vidas neste momento.

O que deveria ser alegria (que foi a celebração de mais um novo ano), é lembrança de tristeza.

Portanto seja sensivel ao sofrimento alheio, faça uma oração ao Deus todo poderoso Neste blog e O peça pra abençoar estas familias com a paz interior, afim delas suportarem este momento de tristeza e angustia. ARMachado.



sexta-feira, 2 de janeiro de 2009


Se quisermos ter um mundo melhor no futuro,
vamos fazer nossa parte no presente.
Vamos reciclar. (ARMachado).


Parceiros